Reflexão: É fato que os recursos estão em falta, e como não vivemos uma catástrofe?

Você com certeza já ouviu que os recursos naturais são limitados e as necessidades humanas ilimitadas, não é mesmo? Pois é, com isso é fácil imaginar um esgotamento desses recursos e uma possível crise na humanidade. Se você também se interessa por isso e se pergunta como ainda não percebemos uma falta efetiva de recursos, continue a leitura.


A nossa reflexão de hoje é da colaboradora voluntária Alejandra Villalobos Escalante, bióloga e especialista em gestão ambiental.


É fato que os recursos estão em falta, e como não vivemos uma catástrofe?


Conforme Alejandra, tudo se dá pela capacidade humana de criar alternativas. Quando um recurso chega à falta, surge a capacidade de se adquirir um recurso alternativo para cobrir a mesma necessidade, o que faz com que o recurso faltante não seja percebido como tal, e sim como simplesmente uma opção a menos.


Um exemplo disso foram os plantios de árvores de borracha no Brasil e Peru no início da exploração desse recurso há muitos anos. A necessidade de quantidades industriais de borracha para suprir a indústria automotiva causou uma grande perda da qualidade e serviços ambientais e processos sociais cruéis com as populações de baixo poder aquisitivo ou que não pertenciam ao setor industrial. Surge assim a borracha sintética, não para evitar a degradação ambiental e sim para continuar dando conta das necessidades da indústria. A borracha sintética produzida por processos químicos industriais, não substitui inteiramente as aplicações da borracha orgânica, mas é um claro exemplo de falta efetiva de recurso e como os processos que mantém a economia andando dão conta das mudanças na disponibilidade de matéria prima.


Então os recursos poderão faltar ao ser humano? Podemos dizer que se continuarmos assim, sim. Entretanto, como a degradação dos recursos ocorre gradualmente e temos o poder de criar alternativas, é muito provável que o ser humano consiga acompanhar as consequências e encontrar alternativas viáveis para poder continuar a nossa subsistência. Para essas alternativas, temos dois caminhos: pensar na boa qualidade do meio ambiente como um “entrave” ou como uma realidade necessária para o bem-estar do atual sistema econômico. Uns dos exemplos mais viáveis, e o conceito de produção de natureza apresentada por Ignácio Gimenez. E aí, qual vamos escolher?


Quer entender um pouco mais sobre o conceito de produção de natureza? Acompanhe as próximas reflexões!"


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Facebook - Grey Circle
  • https://www.youtube.com/channel/UCCe
  • Instagram - Grey Circle