Por que as espécies nativas são tão importantes?

May 14, 2020

 

Quando falamos em proteção e conservação das áreas verdes, geralmente pensamos que qualquer planta está valendo para ajudar a preservar a floresta. Mas será que é mesmo? Você sabe qual é a diferença entre uma espécie invasora e uma espécie nativa e o que elas fazem ao ambiente? Preparamos um material sobre o assunto e que pode te ajudar na hora de escolher as próximas plantinhas do jardim

 

Imagine o seguinte: você chega em uma floresta que têm plantas vermelhas morando nela há séculos. Você desmata um cantinho dessa floresta para fazer a sua casa, só que o vermelho não é bem a sua cor preferida, e você também não gosta dos frutos destas espécies. Então você começa a plantar árvores amarelas que têm uma cor que você aprecia mais e frutos que são mais apetitosos ao seu paladar.  Aos poucos, mais pessoas chegam para morar na floresta vermelha, desmatando para fazer seu cantinho e plantando árvores azuis, verdes, roxas, laranjas... de todas as outras cores, menos vermelhas. 

 

O que será que acontece aos animais da floresta que estavam adaptados a morar nas plantas vermelhas e comer seus frutos? Aos poucos, a floresta vermelha vira uma mistura de casas com árvores de todas as cores do arco-íris, e os animais que moravam na floresta vermelha há séculos talvez não consigam mais sobreviver, perdem abrigo e alimento comida. Devagarzinho, a floresta vermelha vai desaparecendo, junto com os animais que nela viviam; e as casas e árvores das outras cores tomam conta da paisagem.

 

Se pensarmos na floresta vermelha como a nossa floresta nativa, podemos perceber que em Itapoá aos poucos a floresta Atlântica está sumindo dos quintais e jardins. Espécies "de outras cores" que costumamos plantar no nosso quintal são espécies "exóticas" ou "invasoras", e não são espécies que favorecem o bem-estar da nossa floresta no mesmo grau que as espécies nativas. 

 

Algumas das “espécies coloridas” comuns são: plantas que trouxemos da Índia, da América Central, da Ásia e de outras partes do mundo. Então da próxima vez que você for escolher uma plantinha para a sua área verde, lembre-se da história da floresta vermelha e pense como as nossas escolhas são importantes para ajudar a mantê-la forte e saudável.

E como saber quais são as espécies nativas e como consegui-las?

 

Separamos alguns links com várias espécies nativas da Floresta Atlântica e informações, veja só:

 

https://apremavi.org.br/mata-atlantica/

https://praticasembotanica.com/biblioteca/herbario-digital/

http://www.ra-bugio.org.br/mataatlantica.php

https://www.ibflorestas.org.br/conteudo/arvores-nativas-da-mata-atlantica-lista-completa-de-especie

 

 

Uma boa notícia é que o projeto Itapoá Sempre Verde – Viveiro Floresta Educador, um projeto do Porto Itapoá e executado pela ADEA, trabalha com mudas de espécies nativas da Floresta Atlântica. Você pode conhecer mais sobre o projeto e como adotar uma muda clicando aqui.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Equipe do ICMBio visita a Reserva Volta Velha e destaca seus positivos diferenciais

January 10, 2019

1/1
Please reload

Posts Recentes

May 22, 2020