Itapoá, vem aí novas Unidades de Conservação


Você sabia que uma das missões da Associação de Defesa e Educação Ambiental - ADEA é apoiar a criação e o gerenciamento de Unidades de Conservação (UC) na Floresta Atlântica e seus ecossistemas associados? Sim, junto com a educação ambiental, as unidades de conservação possibilitam o estudo científico, a defesa e sensibilização da população em relação ao meio ambiente.

A boa notícia é que a Associação foi convidada a gerenciar a criação e o plano de manejo de duas novas UCs no município de Itapoá. O convite veio da IGG, com quem a ADEA mantém Convênio de Cooperação Técnica desde 2013. As unidades serão criadas a partir da regulamentação legal do projeto Riviera Santa Maria.

As unidades serão da categoria de Reserva Particular do Patrimônio Natural Estadual (RPPNE), uma categoria de unidade de conservação do Grupo de Uso Sustentável, prevista na Legislação Federal, Lei 9.985/00, que instituiu o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC) e reconhecida no estado de Santa Catarina pela Lei Estadual 14.675 de 13 de abril de 2009. O objetivo será preservar a diversidade biológica, as paisagens notáveis e sítios que apresentem elevado valor histórico, arqueológico, paleontológico.

A criação de uma RPPNE é um ato voluntário do proprietário que decide transformar sua propriedade, ou parte dela, em uma RPPNE, sem que isto ocasione perda do direito de propriedade. É gravada em perpetuidade à margem do registro do imóvel, sendo permitidas em seu interior apenas atividades de pesquisa científica e visitação com objetivos turístico ecológico e educação ambiental.

Atualmente, o município conta com três Unidades de Conservação: uma pública, o Parque Municipal dos Carijós (IMA), e outras duas privadas, a RPPN Fazenda Palmital e a RPPN Pe. Piet van der Aart (ICMBIO) ambas da Reserva Volta Velha. A ADEA coordenou a elaboração do Plano de Manejo das RPPNs privadas, com recursos obtidos junto ao programa de incentivo mantido pela ONG SOS Mata Atlântica e da compensação ambiental para ampliação do Porto de Itapoá.

Muito legal saber que teremos mais espaços verdes conservados, não é mesmo?

Posts Em Destaque